Compromisso

Pertence-te

ser homem, afirmar

todos os dias que tens

um compromisso: ser claro

e brando como a luz

e, como ela,

necessário. E não deixar

crescer à tua porta

ervas daninhas.

                            Albano Martins

I Encontro da Comunidade de Leitores Passos em Volta

I Encontro Comunidade de Leitores Passos em Volta

Teve lugar no passado dia 11 de Maio, na chocolataria Coffe Book em Portimão, o I Encontro da Comunidade de Leitores Passos em Volta, que teve como obra em debate, Combateremos a Sombra, o último romance de Lídia Jorge.

Foi com grande entusiasmo que os leitores da Comunidade participaram no encontro, debatendo as suas ideias e interpretações sobre o mais recente romance da escritora algarvia.

Ficção com um assomo político; romance ético-pedagógico; a análise de um país abandonado à sombra; o mundo real e o mundo onírico; as regras e contra-regras da sociedade; o confronto entre a vida pessoal das personagens e a sociedade; a loucura ou a “normalidade social”; a fantasia e a imaginação como escape do mundo real e da conspiração do silêncio; a revolta e o desejo de denúncia; a corrupção impune e a conivência de muitos; foram alguns dos temas suscitados pela obra em questão e que serviram de mote a este primeiro encontro da Comunidade de Leitores do ICIA.

O último romance da escritora que teve um psicanalista durante três anos a “bater-lhe à porta”, uma personagem que incessantemente quis ganhar vida, levou a que os leitores da Comunidade tivessem também a bater-lhes à porta a reflexão provocada pelas páginas de um livro cuja mensagem persiste para lá da leitura.

Combateremos a Sombra parte da história de um psicanalista invulgar que na sua constante decifração da alma humana e ao relacionar-se com duas mulheres, Maria London, a sua “paciente magnífica”, e Rossiana, que surge no prédio do seu consultório, se depara com vários elementos denunciadores de uma rede de tráfico que envolve várias personalidades públicas. A sua intenção de denúncia fá-lo confrontar o seu desejo de consertar o mundo, o caminho da incomodidade, com a teia de cumplicidades em torno do silêncio que existe na sociedade, onde alguns ignoram, outros sabem e fingem não saber, existindo ainda os que sabem e procuram denunciar, lutando contra uma imensidão de obstáculos.

Mas o diálogo entre os leitores da Comunidade não ficou por aqui e foi ainda ancorar noutros portos, noutros locias, transportando-se para outros escritores e outras estórias, tornando evidente o desejo de se continuar a partilhar experiências de leitura, palavras, ideias e personagens que habitam o local sagrado da escrita, dos mundos que vêm ao encontro de quem as lê, que por sua vez quer oferecer aos outros. As múltiplas interpretações, a polissemia das narrativas, a construção de imagens e significados por parte dos leitores e a sua necessidade de partilha, a verbalização dos muitos significados que a mensagem escrita transporta, mas também a curiosidade pelas múltiplas interpretações dos outros, seus significados, leva a este desejo iminente de colocar em diálogo as ideias e discuti-las, enriquecendo a interpretação.     

combataremos-a-sombra-foto5.jpg

combateremos-a-sombra-foto2.jpg

Novo romance de Lídia Jorge apresentado em Portimão

No âmbito da Comunidade de Leitores Passos em Volta do Instituto de Cultura Ibero-Atlântica, será apresentado no próximo dia 18 de Maio, pelas 18.00 horas, no Clube Naval de Portimão, o novo romance de Lídia Jorge, Combateremos a Sombra. A apresentação será feita por João Ventura.

O novo romance de Lídia Jorge conta-nos a história de Osvaldo Campos, um psicanalista que na sua constante actividade de decifração da alma humana se depara com uma situação de crime. Ao encontrar uma misteriosa mulher que vive no prédio do seu consultório e através de uma paciente, Maria London, a sua «paciente magnífica», cujos sonhos com paquetes são muito mais do que isso, o psicanalista vê-se na posse de vários elementos que denunciam uma bem organizada rede de tráfico que envolve várias personalidades públicas, entrando no mundo do crime e da conspiração do silêncio. Trata-se do confronto entre a vida pessoal das personagens e a sociedade, o mundo real em que vivem, o confronto entre o mundo onírico, imaginado, e o mundo concreto. Em Combateremos a Sombra, a escritora algarvia procura explorar a alma humana reflectindo sobre um tema bastante contemporâneo.

Romancista, contista e autora de uma peça de teatro, Lídia Jorge é uma das mais prestigiadas escritoras portuguesas. Nasceu em Boliqueime em 1946, licenciou-se em Filologia Românica pela Universidade de Lisboa, foi professora do Ensino Secundário e professora convidada da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Recebeu vários prémios literários, entre os quais o Prémio Europeu Jean Monnet com a obra O Vale da Paixão (1998), em 2003, o Grande Prémio de Romance da Associação Portuguesa de Escritores, com o romance O Vento Assobiando nas Gruas, e em 2006 foi distinguida na Alemanha, com a primeira edição do Albatroz, Prémio Internacional de Literatura da Fundação Gunter Grass, atribuido pelo conjunto da sua obra.

Esta iniciativa integra-se na estratégia de promoção da leitura do ICIA que inclui a criação de uma Comunidade de Leitores, Passos em Volta, cuja primeira sessão ocorreu no dia 11 de Maio, tendo como obra em debate, o último livro de Lídia Jorge.